Tecnologia do Blogger.
RSS

Meu, seu, nossos Direitos!

Tive meu direito de ir e vir desrespeitado.
Moro em um bairro pobre, e como todo bairro pobre é marginalizado. Hoje quando vim da zona sul (o bairro das elites) para minha casa, peguei um transporte publico, paguei minha passagem como manda a lei de prestação de serviço, comprei o meu deslocamento de um determinado ponto para outro da cidade. Mas pra minha surpresa fui impedida de descer no local que queria, mesmo tendo pedido parada com antecedência, ter batido na porta varias vezes, gritado, feito de tudo pra que o condutor do ônibus reduzisse a velocidade (+-90 km/h) para que fosse possível meu desembarque. O meio de meu alvoroço, uma senhora, que iria descer na parada posterior a minha, falou:
-Ele não pra AI a essa hora!
Fiquei pasma!!!
- Como é minha senhora? Onde esta escrito isso? O que a senhora esta falando? Como não para a essa hora? São 19:40 hs, qual é o problema com a hora? Como todos que estão aqui eu paguei a passagem e tenho direito de descer nos locais que estão sinalizados.
A mulher que deveria ter ficado calada dês do inicio, não falou mais nada.
Os outros passageiros falavam qualquer coisa lá que eu já não mais escutava.
Chegou à parada seguinte, as postas se abriram, e eu desci o fui para o outro lado da avenida para pegar uma condução voltando, e paguei nova passagem, pois a distancia é tão grande que eu não poderia ir a pé.
Anotei a placa do ônibus, o horário, a empresa e o numero de ordem do veiculo vou passa um e-mail para a reguladora dos transportes públicos do Recife, com um sentimento de ultraje grande dentro de mim.
Como uma pessoa tão trabalhadora como eu sou, é capaz de fazer uma coisa dessas, afinal, o motorista não passou da parada por acaso, nem por engano, nem por acidente. Como a via é de alta velocidade eu tenho sempre o cuidado de pedir parada bem antes pra não causar transtorno, mas mesmo assim ele não diminuiu a velocidade.
Eu fico imaginando, o que leva uma pessoa a assumir uma função que não gosta? Que não quer? Pessoas frustradas, que ficam atrapalhando as vidas dos outros.
Eu estou indignada!





  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

7 comentários:

Juca disse...

Carol, isso é de deixar qualquer um indignado mesmo! É isso aí, temos que reclamar. Se os outros motoristas param, por que esse "profissional" não pára?

Beijão!

Adriana disse...

Carol, sempre que a gente (eu e Romero) presencia alguma m* no transito feita por motoristas de ônibus (muito comum isso, por sinal, né), pegamos a placa, alguma identificação do ônibus e o telefone da empresa, para ligar e reclamar. Uma vez ele telefonou na hora do acontecido, do celular mesmo, e a pessoa que atendeu sabia onde o ônibus estava, eles têm conhecimento do itinerário, bem como do motorista, e falou que iria averiguar. Não queremos que ninguém seja demitido, mas sim que cada um faça seu trabalho bem feito, respeitando os outros. Bom, se o problema será ou não resolvido, já são outros quinhentos, mas temos que reclamar mesmo e fazer valer nossos direitos. Beijos e bom fds.

disse...

É isso aí minha filhona tem mais é que reclamar. Aqui em Campinas SP os motoristas são completamente sem educação, fazem atrocidades com os passageiros. Minha mãe que usa muito ônibus ela reclama mesmo, até na predeitura.

Bom esse nossos amados estão cada dia deixando nossos blogs mais lindos e o seu tá maravilhoso, é por isso que eu amo tanto eles, quando você clica no blog pode esperar que tem coisinhas novas, fora o que eu peço...kkkk!!!

Beijos de um domingo pra você minha mais nova poetisa!

Rô!

Du disse...

Tô aqui morrendo de raiva só de imaginar essa cena com você!!! Ninguém merece!

Roberta.rj disse...

Estou solidaria a vc querida!!! Temos que reclamar sempre...
Enquanto nos acovardarmos nossos direitos não sairão dos papeis.
Bjus e ótima semana pra vc...
ROBERTA

Su disse...

Primeiro, só uma observação: "tu é de Recife, mulher?!! Jura???!"

Sim, mas vamos ao ponto!!

Infelizmente existe esse tipinho de gente que acaba atropelando a lei só porque não está satisfeito com que o fazem. Poxa vida, se não gostam daquele emprego, procure outro, mas não atrapalhe a vida de ngm.

Mande o email, reclame, pire, denuncie meesmo, faça seus direitos valerem a pena!!!!

*Morrendo de raiva, tbm só de imaginar a cena!!!

Beijos

NANA disse...

Eita Carol!
Reclame mesmo. Esse tipo de coisa não pode acontecer.

Beijinhos